Quer potencializar os seus lucros?

Seja parceiro Venda ERP

Diferença entre SaaS x PaaS x IaaS

Diferença entre SaaS x PaaS x IaaS

Quando se trabalha com soluções computacionais em nuvem para as mais diversas necessidades, fica impossível escapar de algumas siglas e termos em inglês. Isso passa a impressão de que tudo é muito complexo e difícil de entender, o que não é bem verdade.

Os próprios serviços de Cloud Computing, literalmente computação em nuvem, nos fazem deparar seguidamente com algumas dessas siglas: IaaS, PaaS e SaaS. Esses são os três principais serviços da nuvem e, mesmo que não pareça, são fáceis de entender e possuem algumas diferenças bem importantes.
Para apresentar as principais diferenças entre os serviços e, de quebra, desmistificar toda essa impressão de complexidade, vamos falar um pouco de cada um deles.

Entenda o que é IaaS, PaaS e SaaS.

Infrastructure as a Service (IaaS)

No modelo de infraestrutura como serviço, como o próprio nome indica, o recurso contratado diz respeito à parte mais física, como máquinas, servidores e storages. O IaaS disponibiliza as configurações básicas de rede e armazenamento para que o usuário possa implementar e hospedar seu sistema e banco de dados.
Esse ambiente dá total controle, até mesmo das configurações mais específicas, sobre a solução que será desenvolvida. Em contrapartida a todo esse poder e liberdade de criação, o grau de automação é mínimo ou nenhum para o desenvolvimento da ferramenta.

Platform as a Service (PaaS)

Já na plataforma como serviço, a ferramenta é desenvolvida através de uma gama de recursos que já existem e estão prontos para serem aplicados. Isso possibilita um maior grau de automação, se comparado ao IaaS, cabendo então ao desenvolvedor personalizar a solução de acordo com suas necessidades.
Portanto, na contramão do IaaS, ao utilizar o PaaS tem-se menos controle sobre a concepção da aplicação. Ao mesmo tempo, os esforços e concentração que seriam dedicados ao desenvolvimento da ferramenta podem ser direcionados, então, ao serviço em si, e não tanto no ambiente e configuração onde ele estará implementado.

Software as a Service (SaaS)

O software como serviço é o mais famoso entre todos e já apresenta um programa fechado com uma série de recursos prontos para o uso. Esse serviço oferece, portanto, o maior grau de automação das funcionalidades, bastando apenas o acesso à internet para que possa ser utilizado.

Sem ser surpreendente, por ser uma ferramenta pronta e devido a toda essa automação, o SaaS não oferece personalização de suas funções. Algumas aplicações permitem alguma customização visual, mas nada que altere as funcionalidades disponíveis no programa.

Esse controle mínimo sobre a solução está longe de ser necessariamente uma desvantagem. Uma ferramenta bem desenvolvida oferecerá todas as funcionalidades para sanar o problema a que se destina, dispensando assim qualquer necessidade de controle da aplicação.

Um bom exemplo disso é o próprio VendaERP, que é completo com todas as funcionalidades que um sistema de gestão possa e precise dispor. Conta ainda com a vantagem de poder ser customizado para ter a identidade visual da empresa, além de ser totalmente automatizado e intuitivo.

Visto isso tudo, o principal paralelo que se pode fazer para comparar os três tipos de serviços é entre automação e personalização. E a escolha entre um deles deverá ser de acordo com a real necessidade da empresa contratante. Depende também da disponibilidade de tempo e dinheiro da mesma em investir numa solução que pode partir do zero ou pular diretamente para uma que já esteja totalmente pronta para o uso.

Tiago Rosa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *