Black Friday: Como se preparar para vender mais?

Black Friday: Como se preparar para vender mais?

A Black Friday é uma tradicional data, de origem Estado-unidense, que marca o início das vendas de final de ano e impulsiona o mercado em diversos países. Independentemente do segmento, seja você um prestador de serviços ou lojista, criar uma preparação para essa época é fundamental para oferecer os melhores descontos e condições de pagamento aos seus clientes.

Se acaso o seu negócio é venda de software, como esse evento pode te ajudar? Será que os softwares também entram em promoção? Ou melhor, será que o seu público se vale da Black Friday para adquirir não só bens, como serviços tecnológicos?

Nesse sentido, pensando em responder a questões como estas, criamos este artigo. Nele compartilhamos uma série de dicas sobre este evento que pode sim revolucionar as suas vendas. Fique atento!

Todo tipo de Empresa deve investir na Black Friday?

Antes de mais nada, coloque-se no lugar do seu público-alvo. Essa persona, seja ela empresa ou consumidor final, não ficaria muito satisfeita com bons descontos? É claro que ficaria! Geralmente, é muito maior o alvoroço e volume de vendas na relação B2C. Afinal, são muito mais empresas e o número de clientes também é infinitamente maior.

Por outro lado, as vendas entre empresas (B2B), apesar de mais complexas, tendem a representar um ticket médio mais interessante. Por isso, é inegável que todo tipo de negócio deveria investir. Ou, ao menos, “pensar com carinho”em preparar bons descontos para esse período. Um dos fatores mais relevantes a ser pensado é que ao anunciar uma grande promoção você tem a chance de reaquecer contatos que, por algum motivo, não efetivaram a compra. Ademais, com esse aumento na visibilidade, será possível atrair muito mais pessoas que estão em diferentes níveis do seu funil de vendas.

5 Pontos Fundamentais para se preparar:

Embora a Black Friday seja um período formidável de tráfego, especialmente no comércio eletrônico, é preciso observar alguns pontos para que essa data seja realmente produtiva. Dessa forma é importante ter todas as suas estratégias bem alinhadas, para potencializar suas chances de fechar muitas vendas em um só dia.

A seguir, elencamos 5 pontos que se bem observados, podem ajudar sua empresa a decolar nesta temporada. Confira!

1. Estude os resultados de outras temporadas

Antes de mais nada, reúna dados de outras edições da Black Friday que sua empresa tenha participado. Com essas informações será muito mais fácil desenvolver estratégias e otimizar sua atuação neste ano.

Algumas métricas como número clientes contatados, atendimentos, vendas, ticket médio ou até métricas relacionadas às suas redes sociais podem ajudar a melhorar sua performance. Assim, analisar o comportamento da sua persona no ano anterior, contribui para preparar sua equipe para esse pico de movimento e definir ações mais assertivas.

2. Reaqueça seus Leads

Sabe aquele lead que por algum motivo não finalizou a compra? Aquele mesmo que tinha alguma objeção ligada à preço e forma de pagamento? Pois então, essa é a hora de retomar esse contato e fazer propostas fechadoras de negócio.

Nesse sentido, é fundamental alinhar suas estratégias com a equipe de vendas, para que o impulso de vender não se sobreponha ao fato de que nem todos os leads estão qualificados para comprar. Se acaso você forçar uma venda a um lead não qualificado, as chances de churn, de desistência ou dores de cabeça futuras, são bem grandes.

3. Invista em divulgação

Vendas e Marketing andam lado a lado, isso todo mundo já sabe. Portanto, investir em divulgação é imprescindível. Ocorre que mais que ter dinheiro para investir, é necessário criar um planejamento estratégico dessas ações.

Leve em consideração que a Black Friday trabalha com fatores como a urgência e a antecipação de expectativas. Com isso, uma grande sacada é trabalhar com e-mail marketing, postagens atrativas e que busquem engajar o cliente.

Semelhantemente, recorra às mídias pagas para impulsionar anúncios dos seus produtos, como anúncios responsivos, imagens criativas e de qualidade que chamem a atenção para a sua empresa. Lembre-se que este é um momento de bastante apelo visual!

4. Foco na Experiência do Cliente

Surpreendentemente, na atualidade vivemos uma nova onda de comportamento dos consumidores. A tendência que veio para ficar é a da experiência de compra. Hoje, mais que preço, grande parcela dos consumidores, sejam empresas ou clientes finais, querem comodidade, benefícios, conveniências ao realizar uma compra.

Dessa forma, o método Customer First deve ser a prática mais adotada nesta Black Friday. E justamente a qualidade do atendimento poderá ser o grande diferencial para suas vendas. Se você deseja se destacar da concorrência, que é extramente acirrada nessa época, a dica é: atendimento de alta qualidade.

A fim de que sua equipe esteja ainda mais preparada para esse pico no movimento, dedique um tempo especial para qualificar seus vendedores. Essa prática pode trazer ótimos resultados!

5. Aplique descontos reais

Por fim, essa dica é mais um alerta. Não enrole seus clientes, não ofereça “metade do dobro”. A Black Friday é uma belíssima oportunidade de oferecer descontos consideráveis, movimentar seus estoques, aumentar sua carteira de clientes e divulgar sua empresa.

Não caia na cilada de aumentar os preços um mês antes e na Black Friday voltar para o preço antigo! Acredite, esse tipo de atitude só gera problemas para sua empresa e má fama. Os clientes não são bobos, todos pesquisam antes de comprar!

Em resumo, nossa última dica é que você planeje descontos reais e que realmente proporcionem vantagens aos clientes. Alinhando todos os pontos mencionados anteriormente, seus resultados financeiros tendem a ser os melhores possíveis. E ao final, é possível que suas ações resultem em clientes satisfeitos e até provas sociais positivas.

E então, gostou deste conteúdo? Recomendamos a leitura do artigo: Social Selling: o que significa e como pode te fazer vender mais?

Artigos Relacionados