Quer potencializar os seus lucros?

Seja parceiro Venda ERP

5 dicas de SEO para alavancar seu site no Google

5 dicas de SEO para alavancar seu site no Google

Com o “boom” dos negócios online observado nos últimos anos, uma prática tem se evidenciado cada vez mais, e com isso, muitas dúvidas vem surgindo nas cabeças dos novos empreendedores das redes.
Estamos falando do SEO, que é uma das estratégias mais clássicas e trabalhadas no mundo digital, mas que pode assustar os iniciantes desse meio.

Mas afinal, o que é SEO?

Search Engine Optimization é uma estratégia do marketing digital que facilita com que uma empresa, marca ou pessoa seja encontrada de forma orgânica através dos sites de busca na internet.
Para desmistificar ainda mais essa prática, separamos algumas dicas úteis para quem quer otimizar seus resultados online.

Ofereça um conteúdo autoral e bem construído.

Um texto dinâmico e de fácil compreensão facilita não apenas para o leitor compreender rapidamente a mensagem, mas também para os algoritmos dos buscadores entenderem prontamente sobre o assunto que se trata.

Além disso, utilize uma hierarquia por ordem de importância para seus títulos e subtítulos (h1, h2, h3) de forma a deixar sua publicação ainda mais escaneável e assim, guiando a leitura do usuário de forma clara e objetiva.
Lembre-se! Publique conteúdos originais. Cópias no estilo Ctrl+C/Ctrl+V, mesmo que apenas em alguns trechos, farão com que sua página perca relevância.

Dedique tempo para elaborar um excelente título.

Criar um título marcante é uma tarefa mais difícil do que pode parecer, mas é imprescindível para uma boa estratégia de SEO. É ali onde vai aparecer pela primeira vez a palavra-chave do conteúdo da página, juntamente com uma apresentação ao mesmo tempo específica e resumida (sim, difícil assim) do tema que vai ser abordado.
Essa palavra-chave necessariamente deve se repetir em outras partes da publicação, como na URL, no corpo do texto, em algum subtítulo e até mesmo no texto alternativo de alguma imagem.

Mas CUIDADO! Evite o chamado “keyword stuffing”, que é a repetição demasiada da palavra-chave. Isso vai acabar sendo identificado como uma tentativa forçada de ranquear a página e acabará tendo efeito contrário.
Vale ressaltar ainda que, tão importante quanto o título, é a descrição da página. Essa é a hora de caprichar, portanto invista um tempo nisso.

Foco no usuário sempre!

Tenha em mente que o Google sempre foca na experiência do usuário e você deve fazer o mesmo. Utilize as estratégias para ser relevante para seu público-alvo, e não para algoritmos. O Google detecta precisamente quando uma página foca no público ou apenas no posicionamento para as pesquisas.

Dessa forma, o efeito esperado pode novamente ser oposto ao pretendido.
Para isso, pergunte-se o que seu público-alvo pesquisa. A qual pergunta você responde? Seja a resposta, a solução.

Atente-se à qualidade da página.

Já vimos até aqui como são vários os fatores que podem elevar sua posição nas buscas, e também que a experiência entregue ao usuário é uma das condições determinantes para aumentar a relevância do seu site ou blog.

Portanto, fica fácil concluir que fatores que interferem nessas experiências, como velocidade de carregamento, design responsivo, conteúdo original (novamente), relevância dos links, entre outros, são igualmente importantes de serem verificados e ajustados adequadamente.

Em uma estratégia de SEO, ser “Mobile Friendly” é obrigação!

Em uma realidade onde cerca de 90% dos acessos à internet se faz por dispositivos móveis, não é mais aceitável que algum site não seja totalmente otimizado para as telas dos celulares e tablets.
E o pessoal lá do Google não pensa nada diferente disso, tanto que estar totalmente adaptado às tecnologias móveis é requisito mínimo para aparecer nas primeiras páginas das buscas.

Para concluir, devemos ressaltar que SEO, por mais que implique em uma visibilidade de forma orgânica, exigirá sim um tipo importantíssimo de investimento, o tempo. Além disso, é uma estratégia que raramente vai apresentar resultado em curto prazo.

Portanto, em um momento onde mais de 60% das jornadas de compra começam nas pesquisas online, é fundamental que as empresas e marcas invistam esse tempo com qualidade e planejamento. Não é hora de ficar para trás.

Tiago Rosa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *